24 de outubro de 2018

Willa toca o solo no México como furacão de categoria 3


Rua alagada por chuvas trazidas pelo furacão Willa é vista em Escuinapa, no estado de Sinaloa, no México, na terça-feira (23) — Foto: Alfredo Estrella/AFP

Rua alagada por chuvas trazidas pelo furacão Willa é vista em Escuinapa, no estado de Sinaloa, no México, na terça-feira (23) — Foto: Alfredo Estrella/AFP

O furacão Willa tocou o solo mexicano em Isla del Bosque, no estado de Sinaloa, às 21 horas (horário de Brasília) desta terça-feira (23), de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA (NHC, na sigla em inglês).

Com ventos de 153 km/h, ele foi rebaixado à categoria 3, depois de ter chegado à categoria 5 na escala Saffir-Simpson na segunda.

Segundo a France Presse, mais de 4.200 pessoas, entre moradores e alguns turistas no Pacífico mexicano, foram para abrigos para aguardar a chegada de Willa em segurança.

Palmeiras se agitam com os ventos provocados pela aproximação do furacão Willa em Mazatlan, no México, na terça-feira (23) — Foto: Reuters/Henry Romero

Palmeiras se agitam com os ventos provocados pela aproximação do furacão Willa em Mazatlan, no México, na terça-feira (23) — Foto: Reuters/Henry Romero

“Foram realizadas ações de evacuação preventiva nas zonas de alto risco e nos destinos turísticos. Foram evacuadas mais de 4.250 pessoas, já enviadas a 58 abrigos temporários”, disse em coletiva de imprensa o chefe da Proteção Civil da secretaria de Governo (ministério do Interior), Luis Felipe Puente.

Antes de chegar a Sinaloa, o furacão passou pelas Ilhas Marias, onde funciona uma prisão sem muros, mas cercada por tubarões, que abriga cerca de mil detentos.

As autoridades informaram que foram adotadas medidas preventivas para proteger os presos e funcionários que estão no local, mas, por questões de segurança, não informaram os detalhes.

Preparativos

Na noite de segunda-feira moradores protegeram janelas e portas com grandes tábuas de madeira em hotéis que ficam diante do calçadão histórico de Mazatlán, cidade litorânea popular do estado de Sinaloa, enquanto turistas passeavam e palmeiras oscilavam sob uma brisa suave.

Em um posto de combustível nos arredores da cidade, uma fila constante de carros esperava para reabastecer e fazer compras na loja de conveniência vizinha.

Vários outros refúgios turísticos de Nayarit, além da estância litorânea de Puerto Vallarta, no estado de Jalisco, também ficam próximas da rota da tempestade, que se prevê provocar “elevação das marés, vento e chuvas”, disse o NHC.

Antonio Echevarria, governador de Nayarit, disse que mais de 10 mil pessoas estão sendo retiradas e que as escolas serão fechadas. Ele aconselhou os locais a não desafiarem a tempestade.

Sinaloa também cancelou aulas na maior parte do estado.

Furacão Willa — Foto: Alexandre Mauro/G1

Furacão Willa — Foto: Alexandre Mauro/G1

Como se forma um furacão  — Foto: Arte/ G1

Como se forma um furacão — Foto: Arte/ G1

Fonte: G1

Comentários

comentários